PROFESSORA TATI: A GRANDE ENTREVISTA

Bom dia !!!!! É com essa saudação que todos os dias, na escola do Rosário, a Professora Tati, como é carinhosamente chamada, inicia suas aulas. Sempre engajada em projetos sociais e educacionais parece estar em dois lugares ao mesmo tempo, conversando, arguindo, questionando, e com a “mão na massa” sempre se faz presente nos diversos trabalhos realizados na escola e comunidade. São inúmeros projetos de sucesso: Festival de Dança, Feira do Conhecimento, Ação Social, Show de Talentos entre outros. Muito querida pelos seus alunos e colegas, sempre disposta e espontânea, Professora Tati tornou-se ícone de grandes conquistas nos mais de 20 anos de magistério. Conheça agora um pouco mais dessa história de sucesso.

 

 

 F&C -  Professora Tati, muito obrigado por reservar um tempinho para falar conosco.

 

Tati -. Eu que agradeço a possibilidade de estar falando um pouquinho sobre a minha história, a relação que foi construída com a educação e as parcerias fundamentais na busca constante de uma educação eficaz.

 F&C - Qual a sua naturalidade?

  Tati -. Nasci em Tangara SC,  mas aos dois anos de idade minha família mudou-se para Salto Veloso.

 F&C - Como foi a sua infância em Salto Veloso?

Tati -. Tive uma infância feliz, brinquei muito nos campos de areia jogando vôlei, adorava os piqueniques no interior, amava cantar em festivais, tomar banho em rio e jogar taco na rua; possibilidades que uma cidade pequena me proporcionou. Sinto muita saudade daqueles momentos de riso fácil, dos amigos, dos vizinhos; ali foi fundamentado conceitos que norteiam minha vida ate hoje.

 

A imagem pode conter: 9 pessoas, incluindo Jussara Bonfanti, Juliana Oliveira, Tati Oneda, Sandra Cevei, Maria Lenise Leolatto e Ana Maria Lessa F, pessoas sorrindo, pessoas em pé e área internaF&C - Você foi uma estudante dedicada?

Tati - Fui uma estudante comprometida, presidente do grêmio estudantil,  amava os projetos da escola e o esporte. A escola me proporcionou criar, vivenciar e transformar. Tinha notas boas. Hoje lembro-me com muito carinho e saudades da amada Escola Basica Enoé Schutel.. Acredito que quem passou por lá guarda, como eu, imensa gratidão e carrega marcas de seus professores e gestores.

F&C - Quando e por que você veio morar em Lages?

Tati - Cheguei em  1992, vim à Lages para estudar, fui morar com meus tios ( Tio Clodo e a Tia Diva) os quais me acolheram como filha. Minha matrícula foi feita na escola do Rosário, mas logo após consegui bolsa de estudo no colégio Diocesano (Hoje Bom Jesus) a convite do Prof. Mafra, pois era atleta de handebol.

A imagem pode conter: 3 pessoas, incluindo Tati Oneda e Ana Maria Lessa F, pessoas sorrindo, pessoas sentadasF&C - Nessa época você já se imaginava professora?

Tati - Não, apenas sabia que queria fazer a diferença na vida dos outros, e que gostaria de acordar e me sentir feliz onde fosse minha área de atuação

F&C - Atualmente você leciona na escola do Rosário e na Uniplac. O que significa ser professora?

 Tati - Ser professor é possibilitar ao outro e a si, um olhar a janela do conhecimento, é somar forças em busca de um amanhã com mais oportunidades, é ter esperança em uma sociedade melhor e mais justa, é libertar o sujeito das mazelas sociais, ser professor é dar sentido e significado, é oportunizar.

 F&C - Em 2018 você recebeu o Prêmio Educador Elpídio Barbosa, concedido anualmente pelo Conselho Estadual de Educação de Santa Catarina por ter se destacado no desenvolvimento do ensino no âmbito estadual devido aos seus diversos projetos realizados na escola do Rosário e na comunidade escolar. O que significou para sua carreira profissional  a conquista desse prêmio estadual?

Tati -  Para minha carreira significou uma conquista única ,fortaleceu e mostrou que uma educação se faz com todos, esse premio jamais teria sido conquistado se todos os meus colegas não somassem forças na realização dos projetos pretendidos, esse premio foi uma conquista da nossa comunidade escolar, representou a soma das nossas vontades, e particularmente meu maior prêmio foi o reconhecimento pelos meus pares da escola, saber que meus colegas elencaram a minha atuação como inovadora e que esta faz a diferença aqui na escola, é sem duvida o maior dos presentes, gostaria aqui de agradecer a todos pelo olhar carinhoso pelo comprometimento dispensados a cada projeto desenvolvido coletivamente.

F&C Há muitos anos você vem realizando. Junto com seus colegas,  inúmeros projetos de sucesso na Escola, como as feiras do conhecimento, festival de dança e torneios intercalasses. Como você percebe a eficácia desses projetos na relação ensino aprendizagem?

Tati - Quando  a culminância dos projetos verifica-se que  este teve envolvimento significativo, quando observamos  que as habilidades foram somadas, buscando um objetivo comum,. Quando você escuta as explicações por eles feitas do conteúdo apresentado, quando você  vê os medos serem vencidos, quando você verifica que o conhecimento foi aplicado para transformar, conscientizar e este não é excludente, quando você observa a autonomia sendo a protagonista e que o aluno não é um mero espectador da fala e torna-se um ator principal do processo, você tem certeza que esta no caminho certo. Temos observado que esses projetos aumentaram os índices de leitura, diminuíram a evasão escolar, aumento significativo das medias bimestrais, observamos que estamos nos aproximando de um modelo de ensino que liberta e forma cidadãos críticos e com mais iniciativa.

F&C - Você algum sonho em sua carreira profissional que ainda não realizou?

Tati - Espero somente ainda ver a nossa profissão ser mais valorizada,  uma sociedade que reconheça o papel do professor, com menos notícias de agressões físicas e  morais como a desvalorização salarial. Desejo que nossa profissão seja uma carreira atrativa, que mais jovens almejem ser professor.

 F&C - Realização profissional e felicidade caminham juntas?

Tati -  Acredito que elas estão lado a lado, mas a realização profissional sozinha não é garantia de felicidade. Felicidade é garantir que as suas prioridades estejam em harmonia. Particularmente a minha realização profissional me proporciona um estado de contentamento impar, sou mais feliz também porque tenho meu trabalho.

 

A imagem pode conter: 11 pessoas, incluindo Tati Oneda, pessoas sorrindo, pessoas em pé, atividades ao ar livre e naturezaF&C - Qual é o seu conceito de felicidade?

 Tati - É um estado de contentamento pelas escolhas que você fez. Felicidade é poder perceber as coisas simples do dia e saber agradecer. Felicidade me remete a gratidão, quando agradeço reconheço que a mim foi dado a mais bela das dádivas, a vida e a oportunidade de escolhas.

F&C - Atualmente os índices de violência contra as mulheres no Brasil são assustadores, todos os dias mulheres são assassinadas, torturadas, assediadas entre outros tipos de selvagerias. Como você percebe essa onda terrível  e ascendente de violência contra as mulheres?

Tati -  Com imensa tristeza, pois atenta contra os direitos humanos, ela é um problema da sociedade e não apenas algo que acontece na casa do vizinho, que então é problema dele. Precisamos denunciar, ajudar e reconhecer as diversas formas de  violência que nem sempre deixa marcas visíveis ( as marcas roxas no olho), percebemos o quanto mulheres se anulam em detrimento de um relacionamento abusivo, que impõe  a elas a sua decisão e suas vontades a qualquer custo. Sinto um imenso pesar ao escutar as noticias de feminicídio, de mulheres em cárcere privado, sinto repudio e muitas vezes não consigo entender a crueldade que muitos homens têm ao humilhar suas parceiras e com isso sentir-se mais homens por isso. Fica até difícil expressar como meu olhar reage a estas notícias.

A imagem pode conter: 12 pessoas, incluindo Tati Oneda, pessoas sorrindo, pessoas sentadas

 

F&C - Como a educação pode contribuir para o combate da violência, principalmente contra as mulheres?

Tati - Sim, claro, a educação tem um papel fundamental na desconstrução dessa cultura machista, há que se fazerem debates, informar, orientar, desconstruir a ideia de que a violência acontece por causa do ciúme e que isso é sinônimo de amor. Precisamos buscar um olhar mais humanizado, que não refuta o sentimento do outro; precisamos trabalhar a empatia, proporcionar ao aluno o acesso ao conhecimento libertador.

F&C - Professora Tati podemos conhecer um pouco mais sobre você?

Tati - R... Sim

Vamos lá então...

Um filme: À Procura da Felicidade

Uma música: não vou me adaptar – titãs

Prato predileto: Entrevero

Cor preferida: Azul

Uma frase:  ofereça o seu melhor bom dia ao acordar, vista seu melhor sorriso para agradecer as possibilidades do dia que se inicia e assim seja feliz. (Tati Oneda)

F&C - Vamos fazer o jogo das duas palavras? Funciona assim: eu começo a frase e você termina com uma palavra ou no máximo duas palavras, ok?

A minha família  é ... porto seguro......................................

Ser professora significa... libertar...................................

Minhas filhas são.... amor maior         ( meu tudo).......................................

A escola do Rosário é ....segunda casa................................

Os meus alunos são....... energia motivadora...............................

Deus é.…minha força (tudo)........................................

 

F&C - Mais uma vez muito obrigado por essa entrevista, Deus te abençoe.

A imagem pode conter: 4 pessoas, incluindo Tati Oneda, pessoas sorrindo, pessoas em pé e chapéu