Sua gengiva sangra ao escovar os dentes?

 

Franciele de Mattos Chaves

Muitos pacientes acham que pode ser normal esse tipo de acontecimento ou não dão tanta atenção quando isso acontece, pois acham que podem ter traumatizado a gengiva com a escovação. Muitas vezes, podemos sim, traumatizar a gengiva com a escova, mas você sabia que o sangramento espontâneo pode estar relacionado com doenças inflamatórias?

As doenças inflamatórias periodontais, como a gengivite, têm sintomas que deixam a gengiva inchada, com coloração avermelhada ao redor dos dentes e além de sangramento pode haver também a presença de pus. A causa mais comum dessa doença é a falta de higiene bucal correta, causando o acúmulo de uma fina película de placa bacteriana, também conhecida como biofilme dental, que se adere ao dente e ao sulco gengival. As doenças periodontais podem ser influenciadas por outros fatores, como dentes mal posicionados, tártaros, baixa produção de saliva, tabagismo, certos medicamentos, condições sistêmicas, como diabete, leucemia, AIDS e alterações hormonais.

A gengivite pode progredir para uma doença mais grave, chamada periodontite, a qual a produção de tártaro, que é o endurecimento da placa bacteriana, pode comprometer a sustentação dentária, criando uma bolsa periodontal e promovendo a retração gengival, a reabsorção óssea, a mobilidade e, consequentemente, a perda do dente. Além disso, as bactérias presentes nessas patologias podem causar uma grave doença, chamada endocardite bacteriana, que ocorre quando elas disseminam na corrente sanguínea e se alojam nas válvulas cardíacas, comprometendo a circulação do sangue e o funcionamento do coração.

Para evitar essas doenças, é fundamental uma adequada higiene bucal. A correta escovação por pelo menos dois minutos em todas as faces dos dentes e o uso correto do fio dental para remover restos alimentares e placa bacteriana, onde a escovação não consegue eliminar é muito importante para a saúde gengival. Procure um cirurgião-dentista para fazer consultas regulares e ter corretas orientações de higiene bucal. 

 

Referência:

 

LINDHE, J & LANG, P, N. Tratado de periodontia clínica e implantologia oral. Ed. 6º, Ed.Guanabara Koogan, 2018.