Estou muito endividado, e agora o que eu faço?

Resultado de imagem para DIVIDAS

 

 

Antônio Marcos da Cunha

 

Não faça nada agora, calma, primeiramente não te atormentes com pensamentos assassinos do tipo: “como é que vou sair dessa?” Ou “estou quebrado!” Pare de só pensar nas dívidas, a sua vida tem muitas bençãos, não se resume somente em dívidas.Pense em ganhar dinheiro e resolver a situação, mas vivendo um dia de cada vez. Você faz parte de um grupo de aproximadamente 66 milhões de brasileiros que estão endividados como você. Entendo, se você está angustiado é porque é honesto e por um motivo ou outro perdeu o controle das suas finanças e agora essa angústia está tirando seu sono. Pense comigo: milhões de pessoas estão hoje endividadas como você, mas todo dia milhões de pessoas estão saindo das dívidas. Muitas pessoas deram a volta por cima a partir de grandes crises financeiras. Tenha fé em Deus, não desanime, com calma e sem se atormentar, a solução irá chegar. Deixo-te algumas dicas que irá te ajudar a sair dessa:

1º Faça uma moratória.

Cancele todos seus pagamentos, pegue uma caneta e um papel e anote quais são suas prioridades: o que você não pode deixar de pagar, por exemplo, comida, água, luz, etc. As outras dívidas você pagará quando tiver dinheiro sobrando e, evidentemente, só irá pensar nelas quando tiver dinheiro.

2º Cancele tudo o que é supérfluo.

Sei que isso é duro, mas precisa ser feito, cancele a internet, tv por assinatura, contas de celular, etc. Muitas pessoas custam a sair das dívidas pois não querem abrir mão de confortos. Você precisa redimensionar sua vida financeira para sobrar dinheiro e liquidar aos poucos sua dívida, e sem cortar os supérfluos sua missão se tornará muito árdua. Tenha coragem, seja firme, corte esses gastos, depois quando tudo estiver nos eixos, você, com calma, poderá voltar aos confortos que tinha, porém sem “peso na consciência”

3º Troque o juro maior pelo menor.

Veja se  há a possibilidade de fazer um empréstimo com juros menores e assim quitar dívidas com juros maiores. Mas cuidado, converse com o seu gerente e exponha a situação, seja franco, diga que você está com muitas dívidas e quer sair dessa, pois é honesto e não quer ficar devendo para ninguém. Mas calcule bem, veja se realmente você sairá ganhando com isso. Os juros mais altos são dos cartões de crédito e depois do cheque especial.

4º Negocie com firmeza e sem medo.

Quando começar a sobrar um dinheiro, ligue para as empresas e comece uma negociação firme e franca. Os atendentes farão de tudo para embutir muitos juros com propostas desumanas, com parcelamentos a perder de vista, no qual você será pressionado a pagar muitas vezes o valor da sua dívida. Não se intimide, diga que você quer pagar, porém um valor moralmente justo. Diga a sua real situação e que, sem baixar os juros, você não irá pagar. Insista muito e não se intimide. Eles irão fazer uma proposta mais justa e assim todos serão beneficiados.

5º Busque a sabedoria divina. 

Fale com Deus, de forma simples, como se fala com seu melhor amigo. Peça sabedoria para ganhar mais dinheiro e tomar atitudes corretas no pagamento das suas dívidas. Tenha fé, não tenha medo de arriscar em Deus.

 

Não te atormentes em seus pensamentos meu amigo(a) você irá sair dessa, tudo vai dar certo, comece agora a luta contra suas dívidas. Com determinação e na graça de Deus você vencerá.

Resultado de imagem para FÉ EM DEUS